terça-feira, 30 de agosto de 2016

Adriana Cavalcanti lança seu 1º clipe nesta sexta, em Prudente

M&M assessoria de imprensa
Roupas de época, como pedia o figurino, integraram os 3 dias de gravações

A cantora prudentina Adriana Cavalcanti dá mais um grande passo na carreira e promove na próxima sexta-feira (2), para imprensa e convidados, o coquetel de lançamento do seu primeiro clipe. O evento será realizado às 19h30, no salão do Garden Restaurante, e deve reunir cerca de 80 pessoas. “Uma maneira que encontrei para rever amigos e profissionais que acompanham e torcem há muito tempo pelo meu trabalho, além de mostrar a grande novidade que vem por aí”, destaca. A partir de sábado, o público em geral poderá conferir o vídeo no Youtube e no Facebook. 

A canção escolhida para o clipe, intitulada “Idas e Vindas”, é de autoria de Adriana e estará no repertório do seu primeiro disco de MPB (Música Popular Brasileira), “A Benção”, produzido por Marcelo Mariano. “O CD conta com canções de vários compositores de São Paulo e deve ser lançado no final deste ano, no Sesc, se der tudo certo”, prevê. 

Até lá, o público pode conferir uma prévia do que vem por aí, com a sua primeira música de trabalho. “A canção fala sobre as idas e vindas do amor e a diferença entre o amor e a paixão. Apresenta uma personagem que é rara demais, justamente por ser diferente das outras e não aceitar que o amor seja tratado da forma que se vê hoje. Então ela quer e espera algo diferente. No enredo do clipe, você acaba não sabendo quem sofreu. Se foi ela quem deixou ele ou o contrário...”, detalha Adriana, que divide as cenas com Tom Azuos e a bailarina Vanessa Riga. 

O clipe, dirigido por Juliano Casimiro de São Paulo e filmado por Bruno Clelis, tem 04h38min de duração e foi gravado nos dias 28, 29 e 30 de julho, em vários lugares de Presidente Prudente. “Foram três dias bastante intensos. Começávamos de manhã e só parávamos de madrugada”, lembra a cantora.

Entre os locais que aparecem no vídeo, ela cita o Teatro do Colégio Cristo Rei, o Balneário da Amizade, a Avenida Coronel José Soares Marcondes e a rua de paralelepípedo Júlio Tiezzi. “Gravamos em uma casa muito antiga, que parece um palácio dentro, com peças raríssimas emprestadas com muito carinho pela senhora Iris Armelin. Conseguimos um fusca vermelho para algumas cenas, com Jonathan e Larissa Feliciano, que foram super solidários comigo. E filmamos com roupas de época. Foram dias realmente muito intensos, já que além de atuar, eu também produzi”. 

O resultado final, para Adriana, foi surpreendente e valeu à pena. “Essa era justamente a ideia do diretor, destacar as idas e vindas do amor. Em qualquer fase da vida isso pode acontecer e com qualquer pessoa. Muitos se identificarão com a letra”. 

Trajetória 

Formada em canto popular MPB/Jazz pelo Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí, onde estudou por cinco anos, Adriana Cavalcanti celebra 14 anos de carreira em 2016. Em sua trajetória de sucesso, concluiu quatro DVDs e está prestes a lançar seu primeiro CD. No ano passado, participou como backing vocal da turnê da cantora Sula Miranda e atualmente também atua como professora de canto popular. 

Serviço 

Para apresentar o que vem por aí, a cantora Adriana Cavalcanti gravou uma chamada, que pode ser conferida no Youtube: https://m.youtube.com/watch?v=jkyhGoo3R9k&feature=share. Ela possui uma fan page no Facebook: Adriana Cavalcanti e Instagram: dri_cavalcanti, onde os interessados podem acompanhar tudo sobre a sua carreira! Email para contato: adriana_cavalcanti_@hotmail.com.




driana Cavalcanti e Tom Zuos, seu parceiro de cena, no clipe

Cantora posa ao lado do diretor Juliano Casimiro, de São Paulo




























Acidente grave na vicinal que liga Dracena a Ouro Verde


Aconteceu por volta das 15h um acidente entre dois veículos na vicinal Byron de Azevedo Nogueira, proximidades da APAE Rural. Um Cobalt e um Uno Mille. Segundo informações 5 pessoas ficaram feridas e foram levadas ao Pronto Atendimento Municipal de Dracena e apresentavam fraturas e lesões mais intensas. O Uno tem placas de Dracena e o Cobalt, de Ouro Verde. Chovia no momento do acidente. Consta que o ex-prefeito Almerindo Luis da Siva estava em um dos veículos. (aguardem mais informações) Fotos: Viviane Santos/JR




Acidente perto da prefeitura de Dracena envolve viatura e outros dois carros

Fotógrafo: Claudio José e Jorge Zanoni

Nesta tarde chuvosa de terça-feira, na esquina da Prefeitura, bateram uma viatura da Força Tática da Polícia Militar e dois veículos. 

A viatura seguia pela Avenida José Bonifácio em deslocamento para uma ocorrência e se envolveu em colisão com o Air Cross que estava pela Rua Euclides da Cunha (sentido Prefeitura – Emdaep) e em seguida com um Corsa (aguardava a abertura do sinal verde pela Rua Euclides da Cunha).

As causas do acidente serão apuradas. 

Duas pessoas que estavam no Air Cross foram levadas ao PAM.  

Bastidores da Notícia












Siriema é capturada em residencia em Junqueirópolis


Na manhã de hoje, 30/08,  por volta das 08:00, a base de bombeiros de Junqueirópolis foi acionada para uma ocorrência de animal em situação de risco (siriema), o ave estava no interior de uma residência, acuada pelo cachorro a mesma não ofereceu resistência para a captura. Após a captura a ave foi solta em habitat natural.



Candidata que recebeu 1 voto poderá assumir vaga na Câmara de Dracena


Aline de Oliveira Souza (25 anos), que teve apenas 1 voto na eleição de 2012, está sendo convocada pela Câmara de Dracena para assumir a vaga de Rodrigo Castilho. 

Trata-se da única suplente que sobrou do PSD. 

Aline concorreu na cota de mulheres na coligação e contou com apenas o seu voto, sem realizar campanha. 

Consta que ela reside em Jundiaí e terá alguns dias para apresentar sua documentação e assumir a cadeira de vereadora. 

Se confirmada a posse da vereadora de 1 voto, Dracena terá mais um fato político inusitado para  sua história e deverá ser motivo de notícia em nível nacional. 

Isso não é inédito, na cidade paranaense de Medianeira, em 2012, uma vereadora de apenas 1 voto assumiu vaga na Câmara após a cassação de um vereador eleito em 2008.

Bastidores da Notícia

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

ACIDENTE COM A CAMINHONETE DOS VAQUEIROS- Mariliense é uma das vítimas fatais de grave acidente na BR-153

Passageiro da caminhonete relatou que um trator teria cruzado a pista, causando o acidente. 

Um dos ocupantes passa por cirurgia e seu quadro é grave Um grave acidente registrado na rodovia BR-153 próximo à Promissão resultou na morte de duas pessoas, durante a tarde desta segunda-feira (29). 

De acordo com as primeiras informações das equipes do Corpo e Bombeiros que atenderam a ocorrência, uma caminhonete Hilux com placas de Junqueirópolis seguia com destino à Garça quando nas imediações do KM159, o motorista perdeu o controle e capotou. Das quatro pessoas que ocupavam o veículo, duas morreram, sendo um homem e uma mulher. Segundo o Hospital de Base de Promissão, a mariliense Gislene Ribeiro foi uma das vítimas fatais. Ainda, o marido de outra ocupante da caminhonete, identificado apenas como Alberto, também faleceu, ainda no local do acidente. 

A garcense Érica Oliveira está passando neste momento por cirurgia e de acordo com a unidade hospitalar seu estado de saúde é grave. O noivo de Gislene também estava no veículo mas não corre riscos e seu quadro é estável. Ele relatou aos bombeiros que um trator teria cruzado a pista, causando o acidente. 

Do Visão Notícias


Lançado o segundo clipe do cantor Vitor Hugo

Música autoral mostra talento do cantor e compositor adamantinense, que apresenta seu novo clipe.


Vitor Hugo contracena com Brenda Bassan Winkler
 no clipe ?Um drink só a dois? (Foto: Reprodução).
Foi lançado ontem (26) o segundo clipe do cantor adamantinense Vitor Hugo, com a música autoral “Um drink só a dois” (assista aqui). É a terceira música gravada do cantor: a primeira é “Top da pegação”, também de sua autoria e a segunda é “Você não me leva a sério”, que compôs em autoria com Michel Maicon e gerou o clipe com o mesmo nome. 

A produção do clip é assinada pela RZS Filmes, dirigida por Richard Zapparoli, onde Vitor Hugo contracena com Brenda Bassan Winkler. Para sua realização, o cantor mobilizou parceiros que figuram como apoiadores do cantor: Loja Intuição, Micro Flor, Playout, Gerdau, Arcelo Mittal, Laís Pré Moldados, Pizzaria Moda Chef e Willian Reis. 

“Um drink só a dois” e as outras duas músicas gravadas por Vitor Hugo foram produzidas no estúdio de um amigo, Kaio Vinícius, localizado em Flórida Paulista. Ele atinge sua terceira música a espera produzir repertório completo para um futuro CD, e já tem cerca de 10 letras prontas para serem gravadas. O primeiro clipe “Você não me leva a sério”, teve mais de 8 mil visualizações, considerando as diversas postagens realizadas por ele e fãs, dentro daquilo que conseguiu medir, e espera ampliar o alcance. Nele, o amigo Fábio Santos fez uma participação especial e Vitor Hugo contracenou com Kaliny Bassan Winkler (Veja aqui)

Homenagem 

A base musical para a gravação de “Um drink só a dois” foi produzida e gravada pelo músico Levy Santos Oliveira, que morreu em um acidente na rodovia Adamantina/Mariápolis, em junho deste ano. A base eterniza a colaboração do músico Levy ao cantor Vitor Hugo.

Trajetória

Vitor Hugo é músico nato, e tem no núcleo familiar o apoio central para a carreira artística, sobretudo pai e mãe. Os passos mais ousados, na música, ocorreram há cerca de quatro anos, quando cantava em dupla, e a partir deste ano decidiu seguir carreira solo. 

Para isso, tem se dedicado aos ensaios, produção dos videoclipes, apresentações em eventos, entre outros caminhos que lhe garantam espaço e visibilidade. Nesse percurso, tem superado barreiras e obstáculos, e sem desanimar, quer seu lugar ao sol. Recentemente, participou de um show comemorativo ao aniversário da cidade, promovido por emissoras de rádio de Adamantina, onde cantou. 

Sua personalidade musical é inspirada em grandes nomes, como Luan Santana e Lucas Lucco, ícones da nova roupagem do sertanejo romântico. Outra referência para Vitor Hugo foi o músico adamantinense Fernando Paloni, que fazia dupla como irmão Luiz Henrique, e morreu em fevereiro do ano passado. “O Fernando me deu muitos conselhos, para seguir os meus sonhos e nunca desistir”, revela. 

Tendo concluído o ensino médio, a rotina de Vitor é dividida entre o trabalho no trailer de lanche dos pais, todas as noites, em expediente que avança pela madrugada. Nos momentos de folga, dedica-se aos estudos da música, ensaios e exercita o trabalho autoral, produzindo as canções que se dispõe a cantar.

Para criar as músicas, isola-se em seu quarto. A partir da própria vivência, expectativas e sonhos, escreve as letras e já experimenta no violão a musicalidade para as novas obras. Em outras situações, aproveita-se dos intervalos entre os atendimentos a clientes, no trabalho, e os horários de pouco movimento, para compor. A música “Um drink só a dois”, que vai gerar o novo clipe, foi composta nessas condições, nos pequenos intervalos durante o trabalho. 

Como todo artista, Vitor Hugo sonha alcançar espaço e reconhecimento do grande público, e com o sucesso, poder oferecer uma vida melhor à sua família. “Quero ter uma atuação profissional, viver da música e com isso poder construir uma carreira e ajudar minha família”, revela. 

Para isso, cultiva as amizades e o relacionamento com os fãs. Somados, sua família, amigos e fãs são sua base de apoio para que a oportunidade de sucesso aconteça.

DO SIGA MAIS